domingo, 2 de dezembro de 2012

El mundo


El mundo
Un hombre del pueblo Neguá, en la costa de Colombia, pudo subir al alto cielo.

A la vuelta, contó. Dijo que había contemplado, desde allá arriba, la vida humana. Y dijo que somos un mar de fueguitos.

El mundo es eso- reveló-. Un montón de gente, un mar de fueguitos.

Cada persona brilla con luz propia entre todas las demás. No hay dos fuegos iguales. Hay fuegos grandes y fuegos chicos y fuegos de todos los colores. Hay gente de fuego sereno, que ni se entera del viento, y gente de fuego loco, que llena el aire de chispas.

Algunos fuegos, fuegos bobos, no alumbran ni queman; pero otros arden la vida con tantas ganas que no se puede mirarlos sin parpadear, y quien se acercan, se enciende.

(El libro de los abrazos)

Eduardo Galeano

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Lembranças do Araguaia

Lembranças do Araguaia: (Não bastou...) - José Genoíno: 7 votos a 1 pela condenação no caso (que no ecziste) do MENSALÃO 
- Voto contra: Ricardo Lewandowski. Sim, sim,  eLLe(s) (que estão juntos "agora") vão dizer que não se lembra(m) de nada de ter posto esse LEVANDO... digo, ... levando quanto??? quero dizer agora do whiskie (ou na vodka)WSKI. - Inócuo. Aliás, segundo seu vernáculo : Nóis sabe, viu!??!!

terça-feira, 7 de agosto de 2012

A Praça Valêncio de Brum




Eu sempre considerei a Praça Valêncio de Brum como um espaço familiar e também um segundo quintal para brincar, correr (muitas vezes do guarda) andar de bicicleta e descobrir o mundo, amigos, acontecimentos, modos de vida e afins.
As brincadeiras de salva na infância e adolescência faziam da praça um centro de convergência da molecada, muitas vezes transgredindo regras, ordens e recomendações “de casa” para poder sobreviver no jogo sem se entregar e ser culpado da derrota pelos companheiros.
Pior era quando eu extrapolava o horário de voltar pra casa, à tarde, noite, com um quê  de propósito para ver as luzes se acenderem no topo daqueles postes de cimento que sempre deram um ar moderno, romântico e ao mesmo tempo arrojado no ambiente.
O medo de voltar pra casa de noite era explicado por ser a praça o único local publico iluminado da cidade, saindo dali era um “breu” nos arredores. E pra quem estava devendo satisfação em casa, uma esquina escura já tinha aquele ar de: “Viu? Eu te falei!”
Sempre vi a praça como casa de todos, na verdade. Os acontecimentos mais importantes, de ordem publica, governamental ou popular autônoma, assim mesmo como deve ser uma praça. E assim é que a Praça Valêncio de Brum sempre funcionou.
De um tempo pra cá, não distante, esse espaço familiar e peculiar à minha geração (nasci no ano de 1964, tal qual a Praça Valêncio de Brum) foi alvo de intervenções com os mais diversos nomes: Modificação, Alteração, Construção, Revitalização, Transformação.
À medida que as transformações foram acontecendo, a frequência das famílias e da população foi diminuindo, minha também, salvo em eventos com promoção midiática, a praça se tornou um passador de utilidade logística urbana, talvez por exigência das mudanças no modo de vida da comunidade. Com isso a praça perdeu a característica familiar que tinha no começo de sua história e perdeu também parte de sua história. Alguns bancos com nomes de famílias tradicionais da região foram retirados de seus locais originais e não sabemos o que farão com o restante. E aqueles postes de cimento? A praça agora também é ponto comercial e tem parquinho de areia. A calçada está um tanto diferente, em todos os lados. A vegetação e a jardinagem não passam muito tempo sem alterações.
E o patrono Cel. Valêncio de Brum? Onde está Valêncio de Brum? Dorme? Inexiste? Bem, com certeza não pode mais se defender, sequer sua imagem é respeitada. Valêncio nos deixou, mas nos deixou uma praça. Mas essa praça que ele nos deixou, em pouco não mais a teremos.
Está em andamento mais um duro golpe na identidade visual e arquitetônica da nossa praça, estamos presenciando mais uma intervenção, e pelo que se tem noticia, a maior e mais dispendiosa de todas, que vai negar aos amambaienses mais jovens a memória sócio-cultural mais evidente que temos. Pior, e que prenuncia uma sentença melancólica para quem acompanhou toda a “vida” desse local: Jamais veremos a nossa praça do jeito que a conhecemos.
Indiferente de ser preservada, modificada, descaracterizada ou alterada como já se encontra, pergunto: Quantos amambaienses opinaram sobre essas modificações?
Pois é, creio que poucos sabem sequer como ficará esse espaço tão intimo, pelo menos para minha geração. O fato é que a Intervenção está aí diante do povo, à vista de todos, mudos. 

Marco Ormai.
*

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Verdão Campeão!

Festa do Verdão Campeão da Copa do Brasil 2012 em Amambai - MS.
Av. Pedro Manvailer

video


Depois de 11 jogos, invictos, conquistamos nosso 11º  título 


no dia 11  !!!



O campeonato Brasileiro de 2012 termina no mês 12  e o 


nosso 12º título esta aí.




Valeu Verdão!!!!!


video

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Faça o simples.



A Borboleta Azul
(Autoria Desconhecida)

Havia um viúvo que morava com suas duas filhas curiosas e inteligentes.
As meninas sempre faziam muitas perguntas.
Algumas ele sabia responder, outras não.
Como pretendia oferecer a elas a melhor educação, mandou as meninas passarem férias com um sábio que morava no alto de uma colina.
O sábio sempre respondia todas as perguntas sem hesitar.
Impacientes com o sábio, as meninas resolveram inventar uma pergunta que ele não saberia responder.
Então, uma delas apareceu com uma linda borboleta azul que usaria para pregar uma peça no sábio.
— O que você vai fazer ? - perguntou a irmã.
— Vou esconder a borboleta em minhas mãos e perguntar se ela está viva ou morta.
— Se ele disser que ela está morta, vou abrir minhas mãos e deixá-la voar.
Se ele disser que ela está viva, vou apertá-la e esmagá-la.
E assim qualquer resposta que o sábio nos der estará errada !
As duas meninas foram então ao encontro do sábio, que estava meditando.
— Tenho aqui uma borboleta azul. Diga-me sábio, ela está viva ou morta ?
Calmamente o sábio sorriu e respondeu :
— Depende de você...ela está em suas mãos.
Assim é a nossa vida, o nosso presente e o nosso futuro.
Não devemos culpar ninguém quando algo dá errado.
Somos nós os responsáveis por aquilo que conquistamos (ou não conquistamos).
Nossa vida está em nossas mãos, como a borboleta azul...
Cabe a nós escolher o que fazer com ela.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

É brincadeira?


O Neto, ex- jogador que constantemente estava acima do peso, fumava no vestiário e matava treinos, hoje na BAND (=curíntia) é o tipo de comentarista capaz de dizer assim: Eu tenho quase que certeza absoluta que o técnico vai substituir o fulano pelo cicrano ou pelo beltrano, senão... Não sei não!

É brincadeira?!?!?!?!?

Ou não?

sábado, 23 de junho de 2012

O Cético e o Lúcido



No ventre de uma mulher grávida estavam dois bebês. O primeiro pergunta ao outro:

- Você acredita na vida após o nascimento?

- Certamente. Algo tem de haver após o nascimento. Talvez estejamos aqui principalmente porque nós precisamos nos preparar para o que seremos mais tarde.

- Bobagem, não há vida após o nascimento. Como verdadeiramente seria essa vida?

- Eu não sei exatamente, mas certamente haverá mais luz do que aqui. Talvez caminhemos com nossos próprios pés e comeremos com a boca.

- Isso é um absurdo! Caminhar é impossível. E comer com a boca? É totalmente ridículo! O cordão umbilical nos alimenta. Eu digo somente uma coisa: A vida após o nascimento está excluída - o cordão umbilical é muito curto.

- Na verdade, certamente há algo. Talvez seja apenas um pouco diferente do que estamos habituados a ter aqui.

- Mas ninguém nunca voltou de lá, depois do nascimento. O parto apenas encerra a vida. E afinal de contas, a vida é nada mais do que a angústia prolongada na escuridão.

- Bem, eu não sei exatamente como será depois do nascimento, mas com certeza veremos a mamãe e ela cuidará de nós.

- Mamãe? Você acredita na mamãe? E onde ela supostamente está?

- Onde? Em tudo à nossa volta! Nela e através dela nós vivemos. Sem ela tudo isso não existiria.

- Eu não acredito! Eu nunca vi nenhuma mamãe, por isso é claro que não existe nenhuma.

- Bem, mas às vezes quando estamos em silêncio, você pode ouvi-la cantando, ou sente como ela afaga nosso mundo. Saiba, eu penso que só então a vida real nos espera e agora apenas estamos nos preparando para ela...

Recebi por email, não conheço o autor.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Que nojo!!!

Nojo desse tal Tirone , nojo mesmo!!!  Sai da da minha casa, PUTREFATO !!!
Passivo, fica vendo tudo aí parado com cara de besta! A mula seria melhor, pelo menos coicearia.


terça-feira, 5 de junho de 2012

Compra-se caças.


            
              O Brasil é mesmo um país com pouca identidade ideológica, própria, já que se discute muito nesses blogs do ramo os fatores: “imperialismo” , bolchevique(ismo)” e mais recentemente o “popular” vindo da crescente China. E nós, mano? Ninguém torce por nós? Vejo e ouço muitos comentários incandescentes em favor das crafts  norte americanas, outros, em função da escolha do rei, em brasas pela nave francesa e até protestos em favor da maquina russa, que nem está mais na fita. Pouquíssimos torcem por um produto brasileiro que possa ser desenvolvido aqui na nossa terra, mesmo que use tecnologia de fora, no principio. Ninguém é capaz de afirmar que 36 caças podem assegurar a soberania aérea de nosso imenso território, portanto precisaremos de mais 36 e mais outros tantos no futuro, senão já! Ótimo ter qualquer destes que concorrem nos céus brasileiros, inclusive aquele que não saiu da prancheta mas que é o mais baratinho. No entanto o melhor será aquele feito e pensado pelos brasileiros sem a influencia (dependência) ideológica e ou mercadológica externa, apesar da globalização. A cara e o jeito brasileiro devem ser fatores de peso nessa escolha, porque se o Brasil tiver que adquirir caças de 5 G, levaremos um século. Desenvolvendo aqui criaremos uma identidade nesse setor e deixaremos sem voz esses comentários ”de fora”. Vamos torcer pelo Brasil! 

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Uma lista de coisas

UMA LISTA DE COISAS UTEIS QUE NÃO SABEMOS OU NÃO LEMBRAMOS...
Os Três Reis Magos: 
. O árabe Baltazar:     trazia incenso, significando a divindade do MeninoJesus. . O indiano Belchior: trazia ouro, significando a sua realeza. . O etíope Gaspar:     trazia mirra, significando a sua humanidade. 
As Sete Maravilhas do Mundo Antigo: 
1 - As Pirâmides do Egito
2 - As Muralhas e os Jardins Suspensos da Babilônia
3 - O Mausoléu de Helicarnasso ( ou O Túmulo de máusolo em Éfeso )
4 - A Estátua de Zeus, de Fídias
5 - O Templo de Artemisa (ou Diana)
6 - O Colosso de Rodes
7 - O Farol de Alexandria. 

  
As 7 Notas Musicais 
A origem é uma homenagem a São João Batista, com seu hino 
Ut queant laxis  (dó)    Para que possam 
Re sonare fibris         ressoar as 
Mira gestorum          maravilhas de teus feitos 
Fa mulli tuorum         com largos cantos
Solve polluit            apaga os erros 
La bii reatum            dos lábios manchados
S ancti I oannis          Ó São João


Os Sete Pecados Capitais
(Eles só foram enumerados no século VI, pelo papa São Gregório Magno (540-604), tomando como referência as cartas de São Paulo)

. Gula
. Avareza
. Soberba
. Luxúria
. Preguiça
. Ira
. Inveja

As Sete Virtudes 
(para combater os pecados capitais)
. Temperança   (gula)
. Generosidade  (avareza)
. Humildade   (soberba)
. Castidade   (luxúria)
. Disciplina   (preguiça)
. Paciência   (ira)
. Caridade   (inveja)  
Os Sete dias da Semana e os "Sete Planetas" 
Os dias, nos demais idiomas- com excessão da língua portuguesa , mantém os nomes dos sete corpos celestes
conhecidos desde os babilônios
:  
Domingo  - dia do Sol 
Segunda  - dia da Lua. 
. Terça      - dia de Marte
Quarta     - dia de Mercúrio 
Quinta    - dia de Júpiter
Sexta      - dia de Vênus 
. Sábado    - dia de Saturno
As Sete Cores do Arco-Íris: 
Na mitologia grega, Íris era a mensageira da deusa Juno. Como descia do céu num facho de luz e vestia um xale de sete cores, deu origem à palavra arco-íris. A divindade deu origem também ao termo íris, do olho.

. Vermelho
. Laranja
. Amarelo
.. Verde
. Azul
. Anil
. Violeta 


Os Dez Mandamentos: 
1º - Amar a Deus sobre todas as coisas
2º - Não tomar o Seu Santo Nome em vão
3º - Guardar os sábados
4º - Honrar pai e mãe
5º - Não matar
6º - Não pecar contra a castidade
7º - Não furtar
8º - Não levantar falso testemunho
9º - Não desejar a mulher do próximo
10º - Não cobiçar as coisas alheias 


Os Doze Meses do Ano:
 - Janeiro:    homenagem ao Deus Janus, protetor dos lares - Fevereiro:    mês do festival de Februália (purificação dos pecados), em Roma; 
 - Março:   
em homenagem a Marte, deus guerreiro; - Abril:    derivado do latim Aperire (o que abre). Possível referência à primavera no Hemisfério Norte; - Maio:   acredita-se que se origine de maia, deusa do crescimento das plantas; - Junho:   mês que homenageia Juno, protetora das mulheres;- Julho:    No primeiro calendário romano, de 10 meses, era chamado de quintilis (5º mês). Foi rebatizado por Júlio César;- Agosto:    Inicialmente nomeado de sextilis (6º mês), mudou em homenagem a César Augusto; - Setembro:   era o sétimo mês. Vem do latim septem; - Outubro:   Na contagem dos romanos, era o oitavo mês; - Novembro:    Vem do latim novem (nove);- Dezembro:   era o décimo mês
Os Doze Apóstolos: 
1 - Simão Pedro
2 - Tiago ( o maior )
3 - João
4 - Filipe
5 - Bartolomeu
6 - Mateus
7 - Tiago ( o menor )
8 - Simão
9 - Judas Tadeu
10 - Judas Iscariotes
11 - André
12 - Tomé. 

***Após a traição de Judas Iscariotes, os outros onze apóstolos elegeram Matias para ocupar o seu lugar
. 

Os Doze Profetas do Antigo Testamento: 
1 - Isaías
2 - Jeremias
3 - Jonas
4 - Naum
5 - Baruque
6 - Ezequiel
7 - Daniel
8 - Oséias
9 - Joel
10 - Abdias
11 - Habacuque
12 - Amos
Os Quatro Evangelistas e a Esfinge 
. Lucas     (representado pelo touro) 
. Marcos  (representado pelo leão) 
. João       (representado pela águia) 
. Mateus    (representado pelo anjo)
 
Os Quatro Elementos e os Signos
. Terra    (Touro - Virgem - Capricórnio) 
. Água    (Câncer - Escorpião - Peixes) 
. Fogo    (Carneiro - Leão - Sagitário) 
. Ar       (Gêmeos - Balança - Aquário) 

As Musas da Mitologia Grega 
(a quem se atribuía a inspiração das ciências e dasartes) 
1 - Urânia       ( astronomia ) 2 - Tália           ( comédia )3 - Calíope      ( eloqüência e epopéia ) 4 - Polímnia    ( retórica )5 - Euterpe      ( música e poesia lírica ) 6 - Clio            ( história )7 - Érato          ( poesia de amor ) 
8 - Terpsícore  
( dança )9 - Melpômene ( tragédia ) 
Os Sete Sábios da Grécia Antiga: 1 - Sólon
2 - Pítaco
3 - Quílon
4 - Tales de Mileto
5 - Cleóbulo
6 - Bias
7 - Períandro

 
Os Múltiplos de Dez 
(os prefixos usados em Megabytes, Kilowatt, milímetro...) 
NOME  (Símbolo)           fator de multiplicação
Yotta  (Y)  =  1024 = 1.000.000.000.000.000.000.000.000 Zetta   (Z) =  1 021 = 1.000.000.000.000.000.000.000Exa     (E) =   1018 = 1.000.000.000.000.000.000Peta    (P) =  1015 = 1.000.000.000.000.000 Tera   (T) =   1012 = 1.000.000.000.000Giga   (G) =    109 = 1.000.000.000Mega (M) =   106 = 1.000.000kilo      (k)  =  10 3  = 1.000hecto   (h)  =  10 2 = 100deca (da)   = 101 = 10uni                = 10 0  =  1
deci    d, 10 -1 = 0,1centi    c, 10-2 = 0,01mili     m, 10-3 = 0,001micro  µ, 10-6 = 0,000.0001 nano   n, 10 -9= 0,000.000.001pico    p, 10-12 = 0, 000.000.000.001femto  f, 10-15 = 0,000.000.000.000.001 atto    a, 10-18 = 0,000.000.000.000.000.001zepto   z, 10-21 = 0,000.000.000.000.000.000.001yocto  y, 10 -24 = 0,000.000.000.000.000.000.000.001 
exa      deriva da palavra grega "hexa" que significa "seis".
penta   deriva da palavra grega "pente" que significa "cinco".
tera     do grego "téras" que significa "monstro".
giga    do grego "gígas" que significa "gigante"..
mega  do grego "mégas" que significa "grande".
hecto  do grego "hekatón" que significa "cem".
deca   do grego "déka" que significa "dez".
deci    do latim "decimu" que significa "décimo".
mili     do latim "millesimu" que significa "milésimo".
micro  do grego "mikrós" que significa "pequeno".
nano   do grego "nánnos" que significa "anão".
pico    do italiano "piccolo" que significa "pequeno".
femto
 
 do dinamarquês "femten" que significa "quinze".
atto    do dinamarquês "atten" que significa "dezoito".
zepto e zetta  derivam do latim "septem" que significa "sete".
yocto e yotta  derivam do latim "octo" que significa "oito". 

 
Conversão entre unidades:
cavalo-vapor     1 cv = 735,5 Watts
horsepower       1 hp = 745,7 Watts
polegada           1 in (1´´) = 2,54 cm
pé                    1 ft (1´) = 30,48 cm
jarda                1 yd = 0,9144 m
angström          1 Å = 10-10 m
milha marítima       =1852 m
milha terrestre  1mi = 1609 m
tonelada           1 t = 1000 kg
libra                 1 lb = 0,4536 kg
hectare             1 ha = 10.000 m2
metro cúbico    1 m3 = 1000 l
minuto             1 min = 60 s
hora                 1 h = 60 min = 3600 s
grau Celsius       0 ºC  = 32 ºF   = ?273 K (Kelvin)
grau fahrenheit  =32+(1,8 x ºC 


Os Dez Números Arábicos
Os símbolos tem a ver com os ângulos: 
o 0 não tem ângulos
o número 1 tem 1 ângulo
o número 2 tem 2 ângulos
o número 3 tem 3 ângulos
etc...
 
As Datas de Casamento:
   1 ano - Bodas de Algodão
  2 anos - Bodas de Papel
  3 anos - Bodas de Trigo ou Couro
  4 anos - Bodas de Flores e Frutas ou Cera
  5 anos - Bodas de Madeira ou Ferro
10 anos - Bodas de Estanho ou Zinco
15 anos - Bodas de Cristal
20 anos - Bodas de Porcelana
25 anos - Bodas de Prata 30 anos - Bodas de Pérola 
35 anos - Bodas de Coral
40 anos - Bodas de Rubi ou Esmeralda 
45 anos - Bodas de Platina ou Safira 
50 anos - Bodas de Ouro 55 anos - Bodas de Ametista
60 anos - Bodas de Diamante ou Jade
65 anos - Bodas de Ferro ou Safira 
70 anos - Bodas de Vinho
75 anos - Bodas de Brilhante ou Alabastre
80 anos - Bodas de Nogueira ou Carvalho 

Os Sete Anões:
. Dunga
. Zangado
. Atchin
. Soneca
. Mestre
. Dengoso
. Feliz

Você Sabia ? 

1 - Durante a Guerra de Secessão, quando as tropas voltavam para o quartel após uma batalha sem nenhuma baixa, escreviam numa placa imensa: " O Killed " ( zero mortos ).. Daí surgiu a expressão " O.K. ". Para indicar que tudo está bem.
2 - Nos conventos, durante a leitura das Escrituras Sagradas, ao se referir a São José, diziam sempre " Pater Putativus ", ( ou seja: "Pai Suposto" ) abreviando em P.P .". Assim surgiu o hábito, nos países de colonização espanhola, de chamar os "José" de "Pepe".
3 - Cada rei no baralho representa um grande Rei/Imperador da história:
. Espadas: Rei David ( Israel )
. Paus: Alexandre Magno ( Grécia/Macedônia )
. Copas: Carlos Magno ( França )
. Ouros: Júlio César ( Roma )

4 - No Novo Testamento, no livro de São Mateus, está escrito " é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha que um rico entrar no Reino dos Céus "... O problema é que São Jerônimo, o tradutor do texto, interpretou a palavra " kamelos " como camelo, quando na verdade, em grego, "kamelos" são as cordas grossas com que se amarram os barcos. A idéia da frase permanece a mesma, mas qual parece mais coerente?
5 - Quando os conquistadores ingleses chegaram a Austrália, se assustaram ao ver uns estranhos animais que davam saltos incríveis. Imediatamente chamaram um nativo ( os aborígenes australianos eram extremamente pacíficos ) e perguntaram qual o nome do bicho. O índio sempre repetia " Kan Ghu Ru ", e portanto o adaptaram ao inglês, " kangaroo" ( canguru ).
Depois, os lingüistas determinaram o significado, que era muito claro: os indígenas queriam dizer: "Não te entendo ".
6 - A parte do México conhecida como Yucatán vem da época da conquista, quando um espanhol perguntou a um indígena como eles chamavam esse lugar, e o índio respondeu " Yucatán ". Mas o espanhol não sabia que ele estava informando " Não sou daqui ". 
7 - Existe uma rua no Rio de Janeiro, no bairro de São Cristóvão, chamada "PEDRO IVO". Quando um grupo de estudantes foi tentar descobrir quem foi esse tal de Pedro Ivo, descobriram que na verdade a rua homenageava D.Pedro I, que quando foi rei de Portugal, foi aclamado como "Pedro IV" (quarto).
Pois bem, algum dos funcionários da Prefeitura, ao pensar que o nome da rua fora grafado errado, colocou um " O " no final do nome. O erro permanece até hoje. Acredite se quiser.. 



8 - O time da fazendinha não tem libertadores!! UaHhUahHuAAHH 

sábado, 10 de março de 2012

A Liberdade (dos outros) Avança!!!



Não é saudade, apenas consta nos presentes dias.


Na época da 'chamada' ditadura...

Podíamos acelerar nossos Mavericks pelas autoestradas acima dos 120km/h
sem nenhum risco e não éramos multados por radares maliciosamente escondidos.
Mas, não podíamos falar mal do Presidente.

Podíamos comprar armas e munições à vontade, pois o governo sabia quem era cidadão de bem, quem era bandido e quem era terrorista,
Mas, não podíamos falar mal do Presidente.
Podíamos paquerar a funcionária, a menina das contas a pagar ou a recepcionista sem correr o risco de sermos processados por “assédio sexual”,
Mas, não podíamos falar mal do Presidente.

Não usávamos eufemismos hipócritas para fazer referências a raças (ei! negão!), credos (esse crente aí!) ou preferências sexuais (fala! sua bicha!)
e não éramos processados por “discriminação” por isso,
Mas, não podíamos falar mal do Presidente.

Podíamos tomar nossa redentora cerveja no fim do expediente do trabalho
para relaxar e dirigir o carro para casa, sem o risco de sermos jogados à vala da delinquência, sendo preso por estar “alcoolizado”,
Mas, não podíamos falar mal do Presidente.

Podíamos cortar a goiabeira do quintal, empesteada de taturanas,
sem que isso constituísse crime ambiental,
Mas, não podíamos falar mal do Presidente.

Podíamos ir a qualquer bar ou boite, em qualquer bairro da cidade,
de carro, de ônibus, de bicicleta ou a pé, sem nenhum medo de sermos assaltados, sequestrados ou assassinados,
Mas, não podíamos falar mal do Presidente.

Hoje a única coisa que podemos fazer....

...é falar mal do(a) Presidente!

E adianta???